“Learn & Fly”: Aprender ciências enquanto se constrói um avião

  

learnfly leaflet 1FV-2

IPS é um dos sete parceiros no âmbito deste projeto Erasmus+, que arrancou em novembro.

Foi a pensar nos alunos com baixo desempenho em disciplinas nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM), e também nas necessidades do mercado da aviação, que arrancou o projeto "Learn & Fly". A iniciativa já está em marcha, desde novembro último, e insere-se no programa Erasmus+, envolvendo sete parceiros europeus, entre os quais o Instituto Politécnico de Setúbal (IPS).

O projeto, que dá pelo nome de “Learn & Fly”, tem como público-alvo os alunos do ensino secundário e pretende, ao longo dos próximos dois anos, dar a conhecer e desenvolver o gosto pela aeronáutica junto das camadas mais jovens, em plena fase de escolha de uma vocação/área de estudos, recorrendo a materiais didáticos inovadores e atrativos

Ao Politécnico de Setúbal, através de uma equipa de quatro docentes da Escola Superior de Tecnologia de Setúbal (ESTSetúbal/IPS), cabe a conceção dos exercícios e materiais que constituirão os kits Learn&Fly STEM, cuja primeira versão deverá estar disponível já em setembro deste ano, garante o IPS, em comunicado. O kit destinado aos docentes contemplará informação técnica mais detalhada, enquanto o kit dos alunos terá ao dispor, por seu turno, toda a informação necessária para projetar, construir e testar um pequeno planador de aeromodelismo.

De acordo com a mesma fonte, o projeto prevê a formação de professores e alunos das escolas parceiras, com base nos kits Learn&Fly STEM, elaborado pelo IPS. 

O “Learn & Fly” terá a sua primeira reunião transnacional já no início de fevereiro (dias 1 e 2), no País Basco, Espanha.