That’s All Digital: da estratégia à prática

  

 

ipca8

O quinto dia da That’s All Digital foi um dia de desafios e de novas competências na área da gestão. De um workshop para resolução de problemas até a uma visita centrada em tecnologia de ponta. No final, direito a uma passagem pela pista de dança. 

A manhã do quinto dia começou com… esparguete. Em concreto, o desafio “Torre de Esparguete” ou “Desafio do Marshmallow” – uma experiência realizada “em algumas das maiores empresas mundiais”, destacou o professor do IPCA, Marco Escadas.

O desafio centrou-se na resolução de problemas: divididos em grupos, os participantes tiveram de “a partir dos mesmos recursos”, construir a maior torre possível, utilizando apenas fios de esparguete e fita-cola. No final, a torre terá de suportar o peso de um marshmallow durante 10 segundos.

ipca2

Para além destes objetivos, “a única regra é que não há regras”, explicou Marco Escadas, salientando: “é a criatividade no máximo”. Sendo esta uma atividade orientada para a resolução de um problema, o objetivo é “encontrar uma solução única”.

O melhor resultado alcançado foi de 63 centímetros – 10 acima da altura média das torres alcançadas neste tipo de exercício (50 cms).

IMG 20170630 105449 801

Uma lição de marketing
“Sabem a quantos estimulos comerciais o ser humano está sujeito por dia?”, perguntou, a certa altura, Marco Escadas. A pergunta  relacionava-se com a segunda parte da atividade da manhã, onde os participantes puderam ficar a saber mais sobre as áreas do marketing e branding. A resposta à questão surpreendeu os presentes: cada pessoa está, em média, sujeita a 3000 estímulos publicitários por dia.

Neste contexto, sublinhou o docente, o grande desafio é saber “como aumentar a eficácia da política de comunicação, não sendo apenas mais uma marca”. Uma das formas de o fazer, explicou depois, é através da integração de uma carga emocional na comunicação, “uma vez que emoções e memória estão relacionadas”.

De resto, acrescentou Marco Escadas, estudos recentes mostram que a ligação de um consumidor a uma marca segue “um mecanismo próximo da religião”. Nesta ligação, as marcas devem ainda compreender que há uma necessidade de evolução: “as marcas não devem ser estanques, são ser vivos e adaptam-se aos meios que estão inseridas”.

A sessão incluiu ainda a análise de alguns dos mais carismáticos logótipos: FedEx, amazon, Pinterest, Coca-Cola, foram alguns dos exemplos.

O mundo de vestir o desporto
Para o final de almoço, ficou reservado a visita à empresa P&R Têxteis. Antes, o responsável desta empresa, Hélder Rosendo, fez uma apresentação da atividade – “uma empresa 100% dedicada a desporto” e aos respetivos materiais que trabalha com marcas como a Adidas, Asics ou Le Coq Sportif.

As roupas de alta competição desenvolvidas pela P&R centram-se em deportos como a natação ou rugby ou o atletismo. Ao longo dos seus 35 anos de atividade, recordou Hélder Rosendo, tem conseguido “vestir e equipar atletas importantes”. Alguns dos exemplos são o Campeão Europeu de Triatlo, João Pereira ou a vencedora de uma medalha olímpica, em Pequim, Vanessa Fernandes. 

No desenvolvimento dos produtos, é essencial manter o contacto com o atleta, de forma a conseguir “um produto de confortável e de boa performance”, sublinhou Hélder Rosendo. Toda a pesquisa está centrada na performance do atleta”, reforçou.


ipca6

Do ponto de vista das tecnologias utilizadas, a P&R está inserida numa logica de “Indústria 4.0”, recorrendo a técnicas digitais como a prototipagem vitual, retail-manufacturing ou product simulation. Hélder Rosendo enumerou diversas vantagens, nomeadamente a maior eficácia, melhor gestão de recursos, rapidez e capacidade de ajustamento às necessidades do atleta.

Durante a visita, os participantes da That’s All Digital tiveram oportunidade de conferir no terreno todos estes conceitos, viajando através dos diferentes departamentos da empresa.

Jantar e… Gala dos Galos
Depois de uma sunset party onde os participantes encheram a pista de dança, foi altura de recordar alguns dos melhores momentos da Semana do Digital. Depois da entrega dos prémios “Galos de Ouro”, onde foram distinguidas algumas das “personalidades” da semana, chegou a hora de rever alguns dos highlitghts da That’s All Digital, captados em vídeo.

ipca11

A encerrar a sessão, o Presidente do IPCA, Agostinho Silva, destacou a “importância para a nossa instituição de poder contar com a energia” dos participantes. Para o futuro, sublinhou, é importante ter em conta a importância do prosseguimento de estudos. “Tirem uma licenciatura, um mestrado, um doutoramento, façam Erasmus… - a vida, nos próximos 30 a 40 anos, vai mudar muito e, quem não estiver adaptado, ficará um pouco mais atrás do que todos os outros”.

ipca9

Dirigindo-se aos participantes da That’s All Digital, a Diretora Executiva do Praxis XXI, Adriana Lago de Carvalho, destacou a “disciplina, participação, simpatia e atenção” de todos. “Tiveram uma voz ativa e isso deixou uma marca fudamental”, reforçou a responsável.

Para o futuro, Adriana Lago de Carvalho acredita que estes 50 participantes poderão ser “embaixadores do IPCA”, espalhando a mensagem. De resto, para a diretora, esse trabalho já foi feito, durante esta semana. “Fizeram com que a imagem do IPCA se espalhe por todo o país”, concluiu.

ipca20

ipca21

ipca22

ipca23