Conhece todas as novidades da Qualifica 2018

  

qualifica3

A 11ª edição da Qualifica, Feira de Educação, Formação, Juventude e Emprego, que decorre entre 1 e 4 de Março na Exponor, tem como mote “Love the planet”, promovendo desta forma a sustentabilidade ambiental.

Para tal, foi lançado um concurso com o mesmo nome, destinado a todos os alunos de escolas públicas e privadas, bem como de outras entidades formadoras que se encontrem a frequentar o ensino Secundário ou Superior. O desafio convida assim a comunidade estudantil, através de um pequeno vídeo, a demonstrar que a sustentabilidade do planeta é uma preocupação de âmbito mundial, exigindo de todos alterações de comportamento e a tomada de consicência da relevância deste assunto em contexto educativo.

Os vídeos devem ter uma duração máxima de 2:30 minutos, devendo ser enviados, até ao próximo dia 31 de janeiro, para o endereço Este endereço de email está protegido contra piratas. Necessita ativar o JavaScript para o visualizar. . ‘Love the Planet by Lipor’, assim se chama este concurso que tem como parceira a Lipor, está dividido em duas categorias: o Nível I para os alunos do ensino Superior e o Nível II para os do Secundário. Os vencedores de cada categoria receberão um diploma e um prémio pecuniário no valor de 200 euros e verão os seus trabalhos publicados na página de Facebook e no site da Qualifica.

Esta 11ª edição da Qualifica conta, como vem sendo habitual, com diversas atividades complementares e espaços que fazem desta feira um momento de comunhão e partilha de experiências entre a comunidade estudantil. A Praça Love the Planet, por exemplo, vai recriar uma área de exposição e descanso, desenhada com o objetivo de despertar consciências, desenvolver o espírito crítico, inspirar e apelar à criatividade com trabalhos de fotografia. Contará ainda com atividades cénicas e performativas, música, pintura, arquitetura e design, materializando desta forma o espírito do certame.

A edição deste ano da Qualifica será ainda palco de Desfiles de Moda, mostrando a inovação e criatividade das escolas de moda, têxteis e joalharia, que foram desafiadas para apresentarem coleções que recorram a recidos orgânicos, material reciclado e peças reutilizadas. Haverá ainda espaço para Shows de Cabelo, Barba e Maquilhagem, com espetáculos artísticos em que hairstylists, barbers e make-up artists colocam toda a sua arte e imaginação em palco, mostrando, ao mesmo tempo, as principais tendências do mundo da beleza.

O Gaming, uma das propostas mais populares da Qualifica, está também de volta, contando com um espaço para vários torneios e atividades relacionadas com as novas tecnologias do entretenimento. Com a atividade turística assumir um papel cada vez mais central na economia e no emprego, o Turismo de Portugal traz à Qualifica o tema da alimentação saudável, tendo como base o não desperdício. A este propósito será criado um momento de degustação com lanche ou pequeno-almoço saudável e com alto valor nutricional.

O país convidado nesta XXI Qualifica será o Canadá, com a presença da embaixada representando seis universidades e politécnicos deste país norte-americano, abrindo assim as portas às oportunidades de um dos mais prestigiados sistemas de ensino do mundo. É que o setor da Educação do Canadá é um dos mais competitivos da OCDE e é utilizado como referência por várias instituições e organismos internacionais na comparação de indicadores nesta área. Para se ter uma ideia desta aposta, o Canadá despendeu mais de 6% dos seu Produto Interno Bruto (PIB) na área da Educação, acima dos 5,2% referentes à média dos países da OCDE. Desta forma, 10% dos estudantes inscritos no ensino superior candidano são internacionais, comparativamente aos 6% da média da OCDE. O número de estudantes portugueses em instituições de ensino do Canadá também tem aumentado significativamente nos últimos anos.

Quem também volta a marcar presença na Qualifica é a Gap Year Portugal, que tem como objectivo levar os estudantes a sair da zona de conforto, um corte prolongado com a rotina ou uma pausa no movimento caótico do quotidiano. O Gap Year é uma prática bastante disseminada nos países anglo-saxónicos e que começa agora a estender-se a ouras geografias. A ideia é fazer uma pausa nos estudos, geralmente de um ano, para conhecer novas culturas, diferentes modos de vida e realidades distantes.