Academia IPStartupWeek abriu atividade

  

 

IPSW

 

A Academia do Empreendedorismo arrancou hoje, no Instituto Politécnico de Setúbal. O primeiro dia trouxe atividades que juntaram desporto, comunicação e expressão artística.

Foi em abril que João Fernando tomou conhecimento da Academia IPStartupWeek. Depois de ler uma revista da Forum Estudante, o estudante de 18 anos, vindo de Cuba, no Alentejo, escolheu inscrever-se nesta academia promovida pelo Politécnico de Setúbal. 

A escolha, explica João, liga-se ao seu objetivo de ingressar num Curso Técnico Superior Profissional em produção audiovisual – uma área em que é necessário garantir competências ligadas aquele que é o tema da IPStartupWeek: “no futuro, quero ser um trabalhador independente – por isso vim até aqui obter mais informação”.

Conforme realçou o Presidente do Politécnico de Setúbal, Pedro Dominguinhos, durante a sessão de acolhimento aos participantes, o tema desta academia liga-se “à forma de estar do IPS – promover a inovação e o empreendedorismo”. No mesmo sentido, o CEO da Forum Estudante, Rui Marques, destacou o IPS como sendo “uma instituição de Ensino Superior de excelência, com uma visão muito avançada, nomeadamente na relação com as empresas”. Por essa razão, sublinhou, esta academia assume-se como “uma oportunidade imperdível” para fazer novas aprendizagens e conhecimentos. 

IPSW1

Nesse sentido, acrescentou Pedro Dominguinhos, durante esta semana, os cinquenta participantes poderão “perceber o que é ser estudante no Ensino Superior”, através de “um conjunto de iniciativas muito diversificadas” 

Desporto realizado com realização
A primeira atividade da IPStartupWeek trouxe um desafio que juntou elementos de duas áreas: desporto e comunicação. Conforme explicou o professor da Escola Superior de Educação (ESSE/IPS), João Pires, este momento constituiu “uma sinergia entre duas áreas que, à partida, são vistas como estando afastadas”.

Os cinquenta participantes foram divididos e, enquanto um dos grupos realizou um torneio de voleibol, os restantes elementos integraram uma equipa de audiovisual, garantindo a cobertura desta atividade desportiva.

IPSW3

IPSW4

Na sua vertente de comunicação, esta atividade permitiu aos estudantes ocupar o lugar de operador de câmara, sonoplasta, realizador ou assistente de produção. “Os participantes vão passando pelas várias componentes de uma equipa de audiovisual”, explicou João Pires.

O objetivo, acrescentou o professor, é também que estes jovens “adquiram alguma literacia que lhes permita ‘ler’ os média de uma ponto de vista crítico”. Da próxima vez que virem pela televisão um jogo de futebol, por exemplo, “vão perceber o que está por trás, quais as especificidades e os principais desafios”, concluiu.

Através da participação no torneio de voleibol, salientou o docente do IPS, Mário Espada, foi possível “criar espírito de equipa”, tendo por base o desporto como estímulo “à cooperaçaão e entreajuda”. As dinâmicas desenvolvidas, acrescentou, serão “importantes no futuro, uma vez que as competências transversais são, cada vez mais, valorizadas pelo mundo laboral”.

IPSW2

É por essa razão, reforçou Mário Espada, que cada vez mais empresas apostam em momentos desportivos para fortalecer as dinâmicas de grupo, aumentar a produtividade e garantir a saúde dos seus trabalhadores. “A distância entre o mundo empresarial e o desporto é cada vez mais curta”, sublinhou.

Quebrar o(s) gelo(s)
O momento de quebra-gelo da edição de 2017 da IPStartupWeek trouxe uma novidade: ao invés de uma atividade conjunta, os profissionais da Escola Superior de Educação do IPS conduziram os participantes numa viagem pelas “diferentes linguagens e formas de expressão, utilizando as artes”, explicou o professor da ESE, Filipe Fialho.

Em quatro estações diferentes, foi possível aos estudantes contactar com técnicas de expressão visual (sala de revelação fotográfica), corporal (ginásio de dança hip-hop), musical (cante alentejano) e dramática (construção de um diálogo partilhado). Conforme explicou Filipe Fialho, esta foi também uma forma de contactar com “os tipos de atividades desenvolvidos nos vários cursos da ESE”, garantindo “um maior número de competências e uma viviência perfomativa” mais variada.

IPSW7

IPSW6

 

Foi já no final da atividade da noite que João Fernando avaliou este primeiro contacto com a Academia do Empreendedorismo. "Superou as minhas expectativas”, garantiu. Tendo em conta a sua vontade de prosseguir estudos na área da produção audiovisual, este primeiro dia permitiu “contactar com vários tipos de equipamento e várias saídas profissionais na área do audiovisual”.

Para além das atividades realizadas, destaca João Fernando, este primeiro dia permitiu ainda “conhecer mais estudantes que têm em comum o gosto pelo empreendedorismo”. “No final, todos queremos garantir o nosso futuro, de forma independente”, concluiu.

 

IPSW5

IPSW5

IPSW5