Incursão “dançada” de Frei Luís de Sousa chega ao Porto

  

Maria Ricardo Pinto

'Maria', que se estreia hoje, em Madrid, marca o regresso do Ensemble à obra "política" de Almeida Garrett e junta teatro, música e dança.

Não é a primeira vez que o Ensemble – Sociedade de Actores se debruça sobre Frei Luís de Sousa, obra política que sonda uma "psicopátria" obcecada com o passado e com a culpa. Em 2013 (com repetições nos dois anos seguintes), arriscaram um concerto rock em Madalena, uma peça que pretendia retratar a importância da liberdade de amar, mesmo contra as convenções sociais do século XVI. Agora é a vez de apresentarem Maria, uma incursão no território da dança com bailarinos do Real Conservatorio Profesional de Danza "Mariemma", no Mosteiro de São Bento da Vitória (MSBV), no Porto, entre os dias 17 e 27 de maio, após a estreia do espetáculo, que decorre hoje, em Madrid.

Maria coloca o espetador sob a influência de Maria de Noronha, uma rapariga que "compreende tudo", personagem trágica que morre de "vergonha", alienada pela febre, culpada de não ter culpa. Como melodrama familiar, íntimo e delicado, a filha de D. Madalena de Vilhena (epicentro de todos os temores que assombram a obra-prima de Almeida Garrett) e D. Manuel de Sousa Coutinho é a epítome da mulher romântica e religiosa da época, sendo a única personagem inocente no desenrolar de toda a obra e cuja morte física assinala também a morte simbólica de seus pais.

O espetáculo é dirigido pelo coreógrafo Pedro Berdäyes e promove o encontro do Real Conservatorio Profesional de Danza "Mariemma" – centenária e vanguardista instituição espanhola – com o músico Ricardo Pinto e os atores Emília Silvestre e Jorge Pinto. Maria – que dá corpo a uma "cimeira ibérica" com duas estruturas de criação fascinadas pela personagem – tem duração aproximada de 1h15m é para maiores de 12 anos. A peça pode ser vista na quarta-feira e sábado, às 19h00; na quinta e sexta-feira, às 21h00; e no domingo, às 16h00. Excecionalmente, no dia 18 de maio, existe também uma récita às 15h00. Os bilhetes podem ser adquiridos por 10 euros.

(Foto de Ricardo Pinto)