No Leiria-In, a sirene tocou para a saída

  

5leiriain10

No quinto e último dia do Leiria-In, a realidade empresarial voltou a estar em destaque, juntamente com engenharia e a robótica. Depois de uma passagem pelo areal de São Pedro de Moel, chegariam festividades de encerramento.

Da robótica à mecânica, com passagem pelo design e a indústria. O quinto dia do Leiria-In arrancou com a visita à empresa DRT, onde os participantes puderam conhecer todas as fases do processo de fabrico de moldes e o trabalho de design ali desenvolvido.

A área do design foi precisamente destacada pela gestora de projeto que recebeu os estudantes – nas instalações da DRT, destacou, todos os espaços têm a participação da equipa de designers da empresa. Para Ekaterina Kolobaeva, o contacto com esta vertente, bem como com a tecnologia envolvida no dia-a-dia da empresa, poderá deixar uma marca no futuro dos jovens. “Da próxima vez que andarem de carro, poderão lembrar-se de como todas aquelas peças são feitas”, desejou.

5leiriain3

5leiriain4

Ainda durante a manhã, o Politécnico de Leiria ofereceu aos estudantes um duplo desafio. Enquanto um grupo se centrou no departamento de mecânica, observando a aplicação prática de conceitos físicos básicos nos sistemas de segurança automóvel, um outro interagiu com alguns robots e equipamentos de automação e comando.

5leiriain5

Para o docente de Engenharia Automóvel responsável pela sessão, Carlos Ferreira, esta sessão dedicada à engenharia automóvel poderá “motivar para o estudo da Física”, ao mostrar como “estes conceitos básicos podem salvar vidas”. De acordo com o responsável, o contacto com a eletrónica é também uma componente importante, tendo em conta a relevância desta área na mecânica atual.

5leiriain6

Depois de almoço, chegou um momento de descontração, no areal da praia de São Pedro de Moel, durante o qual houve ainda espaço para alguns mergulhos e ensaios para o sarau de encerramento.

5leiriain7


Quatro peças de um mesmo molde
As quatro equipas do Leiria-In apresentaram, à vez, um espetáculo representativo desta semana de atividades. Teatro, música e dança foram conjugados, durante cerca de uma hora, trazendo a palco diferentes momentos que compuseram estes cinco dias ligados à indústria.

5leiriain2

Dirigindo-se aos presentes, o CEO da Forum Estudante, Rui Marques, destacou “o prazer que continua a ser trabalhar com o Politécnico de Leiria”. Referindo-se “às lágrimas já de despedida” de alguns dos participantes, Rui Marques classificou estes indícios com um sinal da importância desta experiência na vida dos estudantes.

5leiriain1

 


Encerrando a sessão, o Vice-presidente do Politécnico de Leiria, Rui Pedrosa, assegurou que “continua ser um enorme gosto receber jovens estudantes para que conheçam o IPL e a região de Leiria”.

 

 

O membro da direção do IPL deixou um agradecimento aos empresários da região, pela “disponibilidade, abertura e pela forma como receberam estes estudantes”. “É notável perceber que, por muito ocupados que sejam, estes empresários percebam a importância desta componente social”, reforçou.
Agradecendo a escolha dos participantes por Leiria, Rui Pedrosa mostrou ainda confiança em que todos os participantes do Leiria-In se tornem “embaixadores do território de Leiria, no seu respetivo território”.

IMG 3186