Há um mundo (e emprego) por trás da estante

  

1ECL6

Numa iniciativa conjunta da Escola de Comércio de Lisboa e da Sonae, 100 estudantes do 9.º ano conheceram hoje as profissões do futuro na área da distribuição e logística. Inserida na Semana Europeia da Formação Profissional, a ação incluiu desafios práticos de simulação de contexto de trabalho.

Depois de uma breve apresentação, chegaram os desafios. Divididos em três grupos, os estudantes do 9.º ano que visitaram hoje a Escola de Comércio de Lisboa passaram por diversas estações que, de acordo com Isabel Barros, diretora de Recursos Humanos da Sonae MC, tiveram como objetivo “demonstrar, de forma prática, o que são as profissões de técnico de logística e de distribuição”.

Desta forma, ao longo do dia, cerca de uma centena de estudantes participou em dinâmicas de simulação do ambiente de um armazém ou de um supermercado. Depois de um quiz sobre o relacionamento com o cliente, os jovens puderam usar as técnicas de logística utilizadas no dia a dia de um técnico de logística e de distribuição, nomeadamente a receção, identificação e separação dos produtos, bem como as técnicas de merchandising e de exposição.

1ECL

David Graça, aluno de 16 anos da Escola D. António de Ataíde, em Vila Franca de Xira, foi um dos estudantes participantes e explicou à FORUM as principais mais valias deste dia: “ganhámos informação, novas ideias e experiência que podem ser importantes na altura de escolher um curso”.

A seu lado, o colega de turma, Leandro Mendes, revelou-se surpreendido pelas instalações da ECL. “Pensei que era uma escola igual às outras mas é diferente”, refere, explicando que ficou impressionado pelas “condições do espaço que dão a hipótese de ficar com uma ideia de como é o mundo do trabalho”.

De igual forma, acrescenta David Graça, o dia trouxe uma nova perceção: “da próxima vez que olharmos para uma estante num supermercado, já sabemos todo o trabalho que esteve envolvido por trás daquele produto”.

1ECL4

 

A escolha destas profissões justifica-se pelo facto de serem “duas funções muito requisitadas pelas empresas” e com falta de diplomados, acrescentou Isabel Barros. Foi, de resto, pela mesma razão que a Sonae e a Escola de Comércio de Lisboa fundaram uma parceria, há cerca de três anos. “Na Sonae, já fazíamos formação interna para os nossos colaboradores – uma espécie de ‘mini-universidade de logística’ – e decidimos transpor esse know-how para a escola”.

Esta parceria tem dado os seus frutos, revela a diretora da ECL, Piedade Redondo Pereira, que destaca um dado: “quase todos os diplomados destas duas qualificações tem sido recrutados pela Sonae”. Para este dia, explicou, o objetivo passou por colocar em evidência as competências adquiridas nestes cursos, para que os jovens possam ter uma noção clara do que são realmente estas profissões “onde se encontram imensas oportunidades de emprego”.

1ECL5

Foi precisamente o fator empregabilidade que levou Andreia Gameiro a escolher o curso profissional de Técnico de Distribuição. “Disseram-me que tinha muita saída e que podia sair daqui com uma mais valia”. Atualmente no segundo ano do curso, a estudante garante que, sobretudo devido aos estágios incluídos, confirmou essa ideia. “Hoje em dia, não trocava o meu curso por nada”, reforça.

Durante o dia de hoje, Andreia foi uma das alunas que auxiliou os visitantes a compreender o que é o mundo da logística e distribuição. Nesta tarefa, o seu objetivo é simples, conclui: “trazer alunos para esta escola e para esta área, para que se tornem excelentes profissionais”.

1ECL3