5 locais de estudo (mais ou menos convencionais)

  

1535

Não há dois estudantes iguais. Todos temos as nossas preferências quando chega à altura de abrir os livros. Do colchão que é mesa improvisada ao tapete da sala, qualquer coisa pode servir. Fica a conhecer algumas possibilidades.

1) A Cama
Desde tempos longínquos, a cama é utilizada por muitos estudantes como estação de trabalho. O que permite quadros pouco habituais: livros espalhados pela colcha, uma calculadora debaixo da almofada, um dicionário escondido atrás da botija de água quente. No estudo, vale tudo. Só não adormeças, por favor.

booksbed

2) Tapete da sala
O tapete da sala apresenta as mesmas vantagens do número anterior: um espaço de dimensões muito consideráveis. Tem ainda uma vantagem adicional. Não é um local propriamente confortável o que te obrigará a estar desperto. Isto desde que não utilizes uma pilha de manuais como almofada.

aeh

3) A mesa da cozinha
Pode parecer pouco intuitiva mas esta é uma das melhores opções: estrategicamente colocada, em princípio, a mesa da cozinha encontra-se afastada de muitas das distrações. Possui ainda a vantagem de ser espaçosa e, habitualmente, permitir o rápido acesso a mantimentos essenciais como bolachas ou cereais.

aghj

4) O sofá
Em teoria, o sofá está longe de ser uma das melhores opções. Confortável, normalmente com uma televisão nas imediações, esta peça de mobiliário oferece vários caminhos para interromper o estudo. Nomeadamente, tal como a cama, uma soneca discreta entre capítulos.

fagag

5) A varanda
Tida por muitos como a melhor opção, a varanda oferece, com efeito, um ambiente único para o estudo. O ar fresco pode ajudar a ganhar motivação, a luz natural é um bálsamo para os olhos. Está, ainda assim, dependente da meteorologia. Para além de que pode acontecer qualquer coisa de interessante na vizinhança.

1161