21 885 47 30 | geral@forum.pt

O segundo dia da Academia da Segurança Rodoviária fez-se na companhia das forças da segurança: GNR e PSP. 

“A primeira placa de trânsito surgiu em Lisboa, ainda na altura dos Descobrimentos”, contou o primeiro sargento da Guarda Nacional Republicana, Sérgio Gomes. O sinal dizia respeito ao direito de passagem, uma questão que levava a discussões acesas na via de trânsito. “Muitas vezes, as questões eram resolvidas com duelos de espada”, acrescentou.

A explicação do militar enquadrou-se na primeira atividade do segundo dia do Brisa Student Drive Camp. De visita ao Quartel da GNR, os participantes começaram por ouvir a descrição da evolução das regras de trânsito, ao longo dos séculos. Do primeiro código da estrada, em 1928, várias alterações surgiriam.

IMG 7372

O resultado está à vista: de 2676 mortos nas estradas, em 1976, passou-se para 447 mortos, em 2016. Ainda que não se devam ignorar questões como a melhoria da tecnologia e das estradas, destacou Sérgio Gomes, esta redução relaciona-se também com “a adoção de nova legislação ao longo dos tempos”.

A redução do número de acidentes mortais levaram Sérgio Gomes a concluir: “os números mostram que compensa seguir as regras de segurança”.

IMG 7412

A passagem pelo quartel incluiu ainda uma demonstração de meios: os participantes puderam conhecer, para além dos veículos, alguns dos objetos que fazem parte do quotidiano desta força de segurança como radares, balanças ou lagartas.

Para Sérgio Gomes, esta visita poderá ser uma forma de, precisamente, dar a conhecer a realidade da GNR, colocando a evidência a importância deste trabalho. “Por vezes, as pessoas associam as forças de segurança apenas a uma vertente repressiva. Esta é uma forma de mostrar a relevância das diferentes fases da segurança”, concluiu.

De visita ao Hospital
O dia continuou no Hospital de São Teotónio, em Viseu, com o objetivo de “acompanhar o percurso de um acidentado”, explicou, na receção aos participantes, a representante da administração do HST, Natália Albuquerque. Depois, a médica Carla Martins apresentou alguns dados sobre o trabalho de receção e acompanhamento destes utentes.

IMG 7463

A maioria dos acidentados acolhidos pelo HST, revelou, são homens, com idades compreendidas entre os 18 e os 35 anos. Na ánalise dos dados, o hospital confirmou os cinco fatores de risco para acidentes rodoviários: não utilização do cinto de segurança, excesso de velocidade, consumo de álcool e drogas, cansaço ou fadiga e uso do telémovel ao volante.

IMG 7505

A visita ao HST terminou com uma visita às viaturas médica de emergência e reanimação (VMER), com uma explicação dos diferentes equipamentos que se encontram nestas viaturas, como a mala médica, o monitor desfribilhador e o saco de reanimação.

Operação STOP em andamento
Depois de um passeio pelo centro histórico, chegou a altura de acompanhar os agentes da Polícia de Segurança Pública numa operação STOP. As equipas rodaram entre várias estações, conhecendo várias fases como o teste de álcool ou radar de velocidade.

IMG 7544

Para além de alguns momentos de interação com os participantes, que explicaram os principais objetivos e ações da Academia da Segurança Rodoviária, os condutores puderam ainda receber um brinde (no caso do seu teste de álcool resultar em 0,0 g/L), cortesia do projeto 100% Cool – uma inciativa conjunta das várias entidades que lidam com a prevenção e segurança rodoviária em solo nacional.

IMG 7593IMG 7566IMG 7600

Pub IPPortalegre
Pub ENEGI2019
Pub FCH_2019
Últimas - Brisa Student Drive Camp
Brisa Student Drive Camp
12 Abril 2019

Terminou hoje a sexta edição do Brisa Student Drive Camp. Depois de cinco dias de atividades, a academia terminou... Com as mãos no volante. 

Brisa Student Drive Camp
11 Abril 2019

O quarto e penúltimo dia do Brisa Student Drive Camp fez-se entre o mundo da autoridade e da competição. A constante foi apenas uma: a segurança nas estradas.

Brisa Student Drive Camp
10 Abril 2019

O Brisa Student Drive Camp passou hoje pelo Parque de Desportos Motorizados, gerido pela Escuderia Castelo Branco. Durante todo o dia, os participantes puderam entrar na Academia Brisa de Condução.