21 885 47 30 | geral@forum.pt

Sabe mais sobre a tradição académica da cidade que acolhe a academia Academia I Love We, uma experiência única promovida pela FORUM e a Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC), que se realiza entre 1 e 6 de julho. 

Queima das Fitas

O nome da mais célebre Semana Académica remonta a meados do século XIX, quando os estudantes que completavam o 4º ano da universidade em Coimbra passaram a celebrar o término da vida estudantil queimando as tradicionais fitas de diferentes cores que representavam os seus cursos. Este ato acabaria por evoluir para um festival de diversas atividades académicas. O Cortejo Académico e a Serenata Monumental são alguns dos pontos altos da agenda. Esta última transforma, o Largo da Sé Velha, num imenso mar de capas e batinas.

Latada

Com origem em Coimbra e periodicidade anual, sempre em outubro, a "Festa das Latas" surgiu como um cortejo no qual os caloiros se apresentavam à cidade usando adereços e cartazes provocadores. Por incrível que pareça, só não havia latas. Estas só surgiram nos anos 70. De lá para cá, o cortejo também se transformou e é hoje um festival com bandas ao vivo e outras atividades académicas.

Repúblicas

No início do século XIV surgiram as primeiras Repúblicas de Coimbra, após o Rei D. Dinis ter mandado construir uma série de casas, na zona de Almedina, para albergar estudantes universitários. Rejeitando a ideia de hierarquização, estes espaços míticos da vida académica e boémia defendem a democracia, a liberdade e a vida em comunidade. Cada República tem um hino, um símbolo e um grito próprio. Hoje, subsistem mais de uma vintena com nomes tão sugestivos como Prá-Kys-Tão, Rapó-Taxo, Baco, Ay-ó-Linda, Galifões, Rás-te-parta ou Bota-Abaixo. A República dos Kágados é a mais antiga.

 

Praxe

Tema polémico, a tradição da praxe teve início na Universidade de Coimbra, quando os alunos mais velhos a adotaram como forma de integrarem os caloiros. Estes rituais iniciáticos primordiais eram conhecidos como "investidas" e estiveram em voga até 1727, ano que a morte de um estudante levou o rei a proibir tais atividades. No século XIX, a praxe passou a ser conhecida como "caçoada" e "troça". E foi só anos 80 que ganhou os moldes em que hoje se pratica em instituições um pouco por todo o País, já não só em Coimbra. O lema em latim "Dura Praxis sed Praxis" (a praxe é dura mas é praxe), baseado na formulação de Direito "Dura Lex sed Lex" (a lei é dura mas é lei) sublinha a ideia de que tens de te sujeitar às regras caso queiras entrar naquele mundo.

Fado de Coimbra

Surgiu espontaneamente entre estudantes que, rumando à cidade para frequentar a Universidade, levavam consigo as suas guitarras portuguesas. É cantado exclusivamente por vozes masculinas envergando o traje académico completo. À noite nas ruas da Coimbra, o fado inspira várias serenatas. Antes do 25 de abril, serviu como canção de intervenção através de figuras como Adriano Correia de Oliveira ou Zeca Afonso.

 

Antes do 25 de abril, o Fado de Coimbra serviu como canção de intervenção,
através de figuras como Adriano Correia de Oliveira ou Zeca Afonso.

 
A Academia I Love We

Música, Teatro, Animação e Jornalismo são apenas algumas das vertentes exploradas na Academia I Love We. Ao longo de uma semana são esmiuçadas as várias formas de comunicar com os outros, os tais “nós que unem”, como dita o slogan desta iniciativa. Encontrares ou melhorares a tua forma de expressão é também uma forma de garantires que, no futuro, a tua relação com os outros será facilitada. E é com base neste lema que, pelo 4º ano consecutivo, a Forum Estudante e a Escola Superior de Educação de Coimbra (ESEC) promovem esta iniciativa totalmente gratuita, que decorre de 1 a 6 de julho e que terá 50 jovens estudantes como protagonistas.
A agenda de atividades é bastante variada, incluindo experiências desportivas, turísticas e artísticas. Eis uma semana interativa, dinâmica, pedagógica, totalmente virada para a comunicação, na qual podes desenvolver as tuas capacidades de iniciativa, criatividade, inovação e artísticas. O objetivo passa por juntar diversão e aprendizagem, desenvolvendo capacidades importantes como o espírito de equipa, a autoconfiança e a relação interpessoal.
Uma visita aos bastidores da ESECTV, a participação no espetáculo musical construído de raiz sob a supervisão dos cursos de Teatro e Educação e Estudos Musicais Aplicados, um peddy papper pela cidade de Coimbra com direito a passagem pelos seus maiores ex-líbris em termos de monumentos, um percurso pedestre à Aldeia de Xisto de Talasnal (serra da Lousã) que termina com um mergulho nas belas piscinas naturais ou uma descida de canoa de 18 km Rio Mondego abaixo são alguns dos momentos destes dias que também combinam Natureza e Aventura.

Para participar faz a tua inscrição em: https://forum.pt/index.php/academias-forum/324-noticias-academia

Pub Guia Pós-Graduações 2019
Pub Guia Prático Estudante 2019
Pub Huawey PSmart+
Últimas - I Love We
I Love We
06 Julho 2019

No quinto e último dia da Academia I Love We, Comunicação Social, Língua Gestual Portuguesa e Gerontologia Social foram as áreas em destaque. A fechar, o espetáculo musical criado durante esta semana foi apresentado, nos claustros da ESEC.

I Love We
05 Julho 2019

O quarto dia da academia I Love We começou com a subida à aldeia do Talasnal. No regresso, houve tempo para um mergulho nas piscinas naturais da Lousã. Pelo meio, o foco esteve na arte, no design e na ligação com a natureza.

I Love We
04 Julho 2019

O terceiro dia da I Love We foi compassado pelo contacto com a natureza e com a atividade física: as ações começaram na floresta e terminaram com uma corrida pela cidade.