Mayra Andrade, nascida em Havana em 1985, é uma das mais reconhecidas intérpretes da música cabo-verdiana. Nascida em Cuba, cresceu entre o Senegal, Angola, Alemanha e Cabo Verde – mas vive em Paris desde 2003, onde em janeiro de 2004 se apresentou numa das mais consagradas salas da world music, o Satellite Café.

As primeiras canções com que Mayra Andrade contacta são brasileiras, mas é com uma canção em crioulo que ganha a medalha de ouro nos Jogos da Francofonia, no Canadá, com apenas dezasseis anos. A partir de 2002 inicia uma digressão na Praia, no Mindelo, em Lisboa, e finalmente em França. Após participar nos festivais de verão portugueses, faz a primeira parte de um espectáculo de Cesária Évora e, no Brasil, colabora em duetos com Lenine e Chico Buarque. Em 2005, Charles Aznavour convida-a para o seu novo álbum, num dueto em francês.

Em 2006 é editado o disco 'Navega', que inclui composições de Orlando Pantera. Em 2008 vence o prémio BBC Radio 3 world music na categoria Revelação. Já colaborou com, entre outros, Cesária Évora, Chico Buarque, Caetano Veloso, Charles Aznavour, Mariza e Pedro Moutinho. O álbum 'Stória, Stória' é editado em 2009. Em 2010 lança Studio 105, e em 2013 o CD 'Lovely Difficult': o disco foi nomeado em França para os prémios Victoires de la Musique, na categoria de world music. 

Os bilhetes para o show em Almada custam entre 10 e 20€.

 

{module PUB_2}

{module ALWAYS_ON_2}