"Enquanto seres humanos, estamos no topo da cadeia alimentar", começou por destacar o professor José Carlos Gomes, num repleto Auditório da Escola Secundária Passos Manuel. É por essa razão, acrescentou o também coordenador programa de educação para a saúde desta escola, que "somos o reflexo de tudo o que comemos".

Esta condição reflete, destacou José Carlos Gomes, a importância das ações desenvolvida hoje pela IACA - Associação dos Industriais de Alimentos Compostos para Animais em 113 escolas nacionais, celebrando com milhares de estudantes o Dia Mundial da Alimentação. "Vamos andar alguns passos para trás e saber o que comem os animais que nós comemos", explicou.

 

 
 MG 2120

Celebrações do Dia Mundial da Alimentação, na ES Passos Manuel, em Lisboa, incluíram uma exposição de trabalhos realizados pelos alunos

 

Em Lisboa, as Escolas Secundárias Passos Manuel e Eça de Queirós foram duas das que acolheram esta iniciativa. A ação incluiu a visualização de um vídeo explicativo do processo de produção de alimentos para animais (o trajeto "do prado ao prato") e a partilha da roda dos alimentos para animais (que detalhou as matérias-primas utilizadas).

As sessões incluíram ainda a realização de um quiz sobre os passos que são dados por esta indústria para a garantia da melhor saúde, nutrição e bem-estar animal. Ao longo de 24 questões, um total de cerca de 400 estudantes destas duas escolas procuraram obter o maior número de respostas corretas. 

 

 

Alimentação MG 2277

Alimentação MG 2203

O secretário-geral da IACA, Jaime Piçarra, conduziu o quiz sobre alimentação animal

 

O objetivo destas ações, explicou o secretário-geral da IACA, Jaime Piçarra, presente na sessão, passa por deixar os estudantes "mais informados". Um conhecimento importante, tendo em conta um contexto em que "a relação de muitos jovens com os produtos agrícolas se resume à prateleira de um supermercado".

Por outro lado, esta informação será essencial para tomar decisões informadas no futuro, acrescentou Jaime Piçarra, nomeadamente tendo em conta os desafios globais de sustentabilidade: "Não há um planeta B e teremos de alimentar todos com os recursos existentes".

 

 

Alimentação

 

 

Também presente na Escola Secundária Passos Manuel, em representação da Direção-Geral de Alimentação e Veterinária, José Manuel Costa explicou alguns dos passos dados para garantir as condições de saúde e bem-estar animal, a nível europeu.

Relativamente à alimentação animal, o representante da DGAV realçou a importância do acompanhamento especializado que é realizado, uma vez que, "tal como no caso dos humanos, também os animais têm necessidades diferentes ao longo da sua vida e de acordo com as suas características".  

 

 MG 2239

 MG 2144

As ações realizadas em 113 escolas permitiram conhecer a composição dos alimentos para animais

 

Gostar e (cuidar) de animais

Para a estudante da ES Eça de Queirós, Lara Conte, de 14 anos, a ação de hoje teve "especial interesse". "Quero ser veterinária, no futuro, e penso que o aprendi me vai ajudar", explica, antes de sublinhar: "gostei de conhecer o que é feito para garantir o bem-estar dos animais".

À FORUM, a Diretora da Escola Secundária Eça de Queirós, Maria Eugénia Coelho, realçou que as ações hoje promovidas pela IACA chegam numa altura "muito importante", num contexto em que "a alimentação está diretamente implicada na sustentabilidade": "É importante conhecer de que forma a alimentação pode ser saudável não só para as pessoas, mas também para o futuro do planeta".

 

 

"Quero ser veterinária, no futuro, e penso que o
aprendi me vai ajudar. G
ostei de conhecer o que é
feito para garantir o bem-estar dos animais"
.
Lara Conte, estudante da ES Eça de Queirós

 

 

É por essa razão que, durante o ano letivo, garante a diretora, a alimentação é um dos principais temas trabalhados pelos estudantes, naquele que é "um esforço para uma reflexão continuada sobre a temática". A ação de hoje, concluiu, foi mais contributo nesse sentido, tendo em vista a aquisição de conhecimentos que "possibilitem o espírito crítico e a ação".

É já no final do dia que encontramos o estudante da ES Eça de Queirós, Bernardo Dionísio, de 15 anos. Junto à saída do auditório 1, o estudante guarda ainda nas mãos a placa que utilizou para participar no quiz sobre alimentação animal. A participação, garante, permitiu-lhe conhecer coisas novas e interessantes: "Gosto muito de animais e pude ficar a saber mais sobre a vida deles".

 

 

Alimentação