21 885 47 30 | geral@forum.pt

O “canudo” não tem de ser o final do teu caminho académico. Conhece as opções à tua disposição, para continuares o teu percurso. 

A licenciatura não tem de ser o final dos teus estudos, sobretudo numa era pós-Bolonha que te permite a diversificação e especialização das tuas competências. Neste campo, o ensino superior oferece diversas possibilidades pós-licenciatura, que se adequam a diferentes momentos e objetivos de vida. Para que tomes uma decisão ajustada ao teu perfil, é importante que conheças as diferentes características dos cursos de formação avançada.

Pós-Graduação ou Especialização

Vantagens: Formações de curta duração; Conhecimentos e competências orientados para resultados; Abordagem prática
Desvantagens: Não conferem grau académico
Ideal para: Adequação do profissional a uma área específica, Requalificação de trabalhadores já inseridos no mercado de trabalho, Complemento à formação de base (1.º Ciclo)

Em Portugal, as instituições de ensino superior podem realizar cursos que, apesar de não conferirem grau académico, conduzam à atribuição de um diploma após aproveitamento. A estes cursos, pode dar-se o nome de Pós-Graduação ou Especialização, de acordo com a denominação atribuída pelo estabelecimento de ensino. Normalmente, o nome pós-graduação implica um ano letivo no ciclo de estudos (com um total de 60 ECTS).
Os cursos de especialização ou pós-graduação podem ter uma duração variada, dependendo dos objetivos estabelecidos pela instituição de Ensino Superior – normalmente, variam entre os 12 e os 60 ECTS. Os créditos que sejam adquiridos podem garantir equivalências para outros cursos de formação avançada, nomeadamente o mestrado.

Ainda que não confiram grau académico, estas formações garantem um diploma: um Certificado de Especialização (no caso dos cursos de curta duração) ou um Diploma de Especialização (nos casos de média e longa duração). Uma das pós-graduações mais conhecidas é o MBA (Master in Business Administration), uma formação ligada às áreas da Gestão e Negócios que tem uma presença internacional.

No seu site, a Direção Geral do Ensino Superior (DGES) explica que “é frequente associar o termo ‘pós-graduação’ à conclusão do curso de especialização que constitui uma parte do ciclo de mestrado, mas que não é suficiente para aquisição do grau”. Ainda assim, ressalvam, o conceito de “pós-graduação” é “mais amplo, abrangendo outros exemplos”.

student 2052868 960 720

Mestrado

Vantagens: Possibilidade de especialização; Potencial experiência profissional incluída; Orientação científica
Desvantagens: Investimento financeiro
Ideal para: Especialização profissional, Complemento de conhecimentos, Diversificação e flexibilização de competências

A principal diferença deste ciclo (2º) para o ciclo de licenciatura (1º) é a inclusão de uma componente de investigação dentro de uma área específica (dissertação) ou mediante uma experiência no mercado de trabalho (estágio). Neste último caso, espera-se que seja realizado trabalho de contextualização teórica da experiência laboral desenvolvida.

Por essa razão, os mestrados incluem uma de três hipóteses: a elaboração de uma dissertação, de um trabalho de projeto ou de um estágio (e respetivo relatório). Qualquer que seja a tua opção, terás de apresentar o teu trabalho final a um júri de avaliação, sendo que, para te ser atribuído o grau de mestre, será necessária a aprovação em todas as unidades da vertente curricular e científica.

Em Portugal, a duração de um mestrado varia entre os 3 a 4 semestres, englobando 90 a 120 créditos ECTS, apresentando duas fases diferentes de avaliação: uma primeira constituída por unidades curriculares e uma segunda que integra um trabalho de natureza científica. Independentemente da opção tomada pelo aluno, este será sempre acompanhado por um orientador doutorado que o auxilia na realização do seu projeto final.

Na altura da escolha de um mestrado, existe a opção de continuação do ciclo de estudos (nomeadamente, com um mestrado integrado) ou de escolher uma área de estudos diferente da tua base académica (promovendo a diversificação). Seja qual for a opção tomada pelo estudante, a orientação do trabalho será sempre auxiliada por um professor com o grau de doutoramento.

Número total de Mestrados em Portugal: 1968 Cursos + (160 mestrado integrado) 247 Instituições [Fonte: Direção Geral do Ensino Superior]

books 1012088 960 720

Doutoramento

Vantagens: Grau elevado de especialização; Criação de mais-valia científica e social; Independência;
Desvantagens: Investimento financeiro; Objetivo de longa duração;
Ideal para: Vontade de especialização profunda numa área específica; Vocação científica ou de investigação; 

O ciclo de estudos que confere o grau de doutor inclui uma tese original e ainda unidades curriculares que formam os seus alunos para a investigação. Por essa razão, assenta no reconhecimento das capacidades e competências para desenvolver investigação num campo das ciências naturais ou sociais.

Não há nenhuma duração fixa para um doutoramento mas, normalmente, dura entre 3 a 4 anos e inclui 180 ou 240 créditos ETCS. O trabalho de pesquisa, recolha e tratamento de informação é uma constante durante estes anos, de forma a alcançar conclusões que sejam uma mais-valia para a comunidade académica e científica.

Cada estabelecimento de Ensino Superior define a estrutura curricular, o plano de estudos e as regras para elaboração da tese (incluindo orientação, apresentação, defesa e júri). Uma das características é que a aprovação é sempre realizada através de um ato público de defesa da tese.

O número de estudantes que concluem doutoramentos tem aumentado bastante, em Portugal, ao longo dos últimos anos. De acordo com os dados da Pordata. Em 2000, registaram-se cerca de 859 conclusões enquanto, em 2015, se contaram 2969 estudantes graduados.

Número de Doutoramentos em Portugal: 628 em 100 instituições de ensino [Fonte: Direção Geral do Ensino Superior]



Pub FCH_2019
Pub Megafinalistas
Pub IPSantarem
Últimas - Estudar
Estudar
16 Setembro 2019

Há escolas que permitem o uso do telemóvel pelos alunos como auxílio à aprendizagem. Alguns especialistas vêm nesta utilização uma fonte de distrações. Conhece os dois lados da discussão.

Estudar
12 Setembro 2019

A Organização para a Cooperação e o Desenvolvimento Económico (OCDE) acaba de publicar o seu relatório anual, Education at a Glance, das quais citamos as principais conclusões.

Estudar
09 Maio 2019

Uma das causas para o insucesso escolar é a ineficácia no estudo. Encontrar estratégias de motivação e de rentabilização pode resolver esse problema. Mas há outras dicas preciosas para que não te sintas assoberbado nesta reta final do presente ano letivo.