21 885 47 30 | geral@forum.pt

O “canudo” não tem de ser o final do teu caminho académico. Conhece as opções à tua disposição, para continuares o teu percurso. 

A licenciatura não tem de ser o final dos teus estudos, sobretudo numa era pós-Bolonha que te permite a diversificação e especialização das tuas competências. Neste campo, o ensino superior oferece diversas possibilidades pós-licenciatura, que se adequam a diferentes momentos e objetivos de vida. Para que tomes uma decisão ajustada ao teu perfil, é importante que conheças as diferentes características dos cursos de formação avançada.

Pós-Graduação ou Especialização

Vantagens: Formações de curta duração; Conhecimentos e competências orientados para resultados; Abordagem prática
Desvantagens: Não conferem grau académico
Ideal para: Adequação do profissional a uma área específica, Requalificação de trabalhadores já inseridos no mercado de trabalho, Complemento à formação de base (1.º Ciclo)

Em Portugal, as instituições de ensino superior podem realizar cursos que, apesar de não conferirem grau académico, conduzam à atribuição de um diploma após aproveitamento. A estes cursos, pode dar-se o nome de Pós-Graduação ou Especialização, de acordo com a denominação atribuída pelo estabelecimento de ensino. Normalmente, o nome pós-graduação implica um ano letivo no ciclo de estudos (com um total de 60 ECTS).
Os cursos de especialização ou pós-graduação podem ter uma duração variada, dependendo dos objetivos estabelecidos pela instituição de Ensino Superior – normalmente, variam entre os 12 e os 60 ECTS. Os créditos que sejam adquiridos podem garantir equivalências para outros cursos de formação avançada, nomeadamente o mestrado.

Ainda que não confiram grau académico, estas formações garantem um diploma: um Certificado de Especialização (no caso dos cursos de curta duração) ou um Diploma de Especialização (nos casos de média e longa duração). Uma das pós-graduações mais conhecidas é o MBA (Master in Business Administration), uma formação ligada às áreas da Gestão e Negócios que tem uma presença internacional.

No seu site, a Direção Geral do Ensino Superior (DGES) explica que “é frequente associar o termo ‘pós-graduação’ à conclusão do curso de especialização que constitui uma parte do ciclo de mestrado, mas que não é suficiente para aquisição do grau”. Ainda assim, ressalvam, o conceito de “pós-graduação” é “mais amplo, abrangendo outros exemplos”.

student 2052868 960 720

Mestrado

Vantagens: Possibilidade de especialização; Potencial experiência profissional incluída; Orientação científica
Desvantagens: Investimento financeiro
Ideal para: Especialização profissional, Complemento de conhecimentos, Diversificação e flexibilização de competências

A principal diferença deste ciclo (2º) para o ciclo de licenciatura (1º) é a inclusão de uma componente de investigação dentro de uma área específica (dissertação) ou mediante uma experiência no mercado de trabalho (estágio). Neste último caso, espera-se que seja realizado trabalho de contextualização teórica da experiência laboral desenvolvida.

Por essa razão, os mestrados incluem uma de três hipóteses: a elaboração de uma dissertação, de um trabalho de projeto ou de um estágio (e respetivo relatório). Qualquer que seja a tua opção, terás de apresentar o teu trabalho final a um júri de avaliação, sendo que, para te ser atribuído o grau de mestre, será necessária a aprovação em todas as unidades da vertente curricular e científica.

Em Portugal, a duração de um mestrado varia entre os 3 a 4 semestres, englobando 90 a 120 créditos ECTS, apresentando duas fases diferentes de avaliação: uma primeira constituída por unidades curriculares e uma segunda que integra um trabalho de natureza científica. Independentemente da opção tomada pelo aluno, este será sempre acompanhado por um orientador doutorado que o auxilia na realização do seu projeto final.

Na altura da escolha de um mestrado, existe a opção de continuação do ciclo de estudos (nomeadamente, com um mestrado integrado) ou de escolher uma área de estudos diferente da tua base académica (promovendo a diversificação). Seja qual for a opção tomada pelo estudante, a orientação do trabalho será sempre auxiliada por um professor com o grau de doutoramento.

Número total de Mestrados em Portugal: 1968 Cursos + (160 mestrado integrado) 247 Instituições [Fonte: Direção Geral do Ensino Superior]

books 1012088 960 720

Doutoramento

Vantagens: Grau elevado de especialização; Criação de mais-valia científica e social; Independência;
Desvantagens: Investimento financeiro; Objetivo de longa duração;
Ideal para: Vontade de especialização profunda numa área específica; Vocação científica ou de investigação; 

O ciclo de estudos que confere o grau de doutor inclui uma tese original e ainda unidades curriculares que formam os seus alunos para a investigação. Por essa razão, assenta no reconhecimento das capacidades e competências para desenvolver investigação num campo das ciências naturais ou sociais.

Não há nenhuma duração fixa para um doutoramento mas, normalmente, dura entre 3 a 4 anos e inclui 180 ou 240 créditos ETCS. O trabalho de pesquisa, recolha e tratamento de informação é uma constante durante estes anos, de forma a alcançar conclusões que sejam uma mais-valia para a comunidade académica e científica.

Cada estabelecimento de Ensino Superior define a estrutura curricular, o plano de estudos e as regras para elaboração da tese (incluindo orientação, apresentação, defesa e júri). Uma das características é que a aprovação é sempre realizada através de um ato público de defesa da tese.

O número de estudantes que concluem doutoramentos tem aumentado bastante, em Portugal, ao longo dos últimos anos. De acordo com os dados da Pordata. Em 2000, registaram-se cerca de 859 conclusões enquanto, em 2015, se contaram 2969 estudantes graduados.

Número de Doutoramentos em Portugal: 628 em 100 instituições de ensino [Fonte: Direção Geral do Ensino Superior]



Pub Guia Pós-Graduações 2019
Pub
Pub Guia Prático Estudante 2019
Últimas - Estudar
Estudar
09 Maio 2019

Uma das causas para o insucesso escolar é a ineficácia no estudo. Encontrar estratégias de motivação e de rentabilização pode resolver esse problema. Mas há outras dicas preciosas para que não te sintas assoberbado nesta reta final do presente ano letivo.

Estudar
20 Março 2019

Em Psicologia da Aprendizagem, Diana Dias analisa as motivação e dificuldades na forma como hoje adquirimos conhecimentos. O livro desvia o foco do ensino e centra-se na aprendizagem.

Estudar
22 Fevereiro 2019

Conciliar uma formação avançada com o emprego é uma opção tomada por muitos estudantes. Conheces os teus direitos?