Esta candidatura foi feita em conjunto com Croácia, Chipre, Espanha, Marrocos, Itália e Grécia.

A equipa portuguesa que defendeu a candidatura da dieta mediterrânica foi composta por João Begonha, adjunto do ministério da Agricultura, Rita Brasil do ministério dos Negócios Estrangeiros e da delegação portuguesa da UNESCO, Victor Barros, coordenador da Comissão Nacional da Dieta Mediterrânica e pelo sociólogo Jorge Queiroz, director do Museu Municipal de Tavira.

Sobre a dieta mediterrânica

Um dos elementos principais deste regime alimentar é o o azeite, como principal fonte de gordura. Deve incluir com preferência de alimentos de origem vegetal, como o pão, massas, arroz, hortaliças, legumes, fruta fresca, consumo moderado de lacticínios e baixo consumo de carnes e derivados.

A dieta mediterrânica  tem como objetivo a perda de peso ou fins terapêuticos mas sim a combinação de alimentos de origem animal e vegetal.

Vê nesta imagem a pirâmide alimentar segundo a dieta mediterrânica:

pirâmide dieta mediterrânica

{module Pub}

Pin It