Num mundo em constante mudança, também a moda muda. O ritmo de vida exige cada vez mais capacidade de resposta por parte das mulheres, assim, surge a MULHER COMO GUERREIRA em primeiro plano. Contudo, esta "guerreira" pode ter várias origens, apelando à escolha de um estética individual, que mistura várias influências, de acordo com a personalidade de cada uma. É então um período marcado pela co-existência de vários opostos: simetrias e assimetrias, smal-size e oversized, misturas de cortes e texturas, looks totais, personificação de obras de arte e manifestações de um lado mais masculino. Sempre sob o signo da emancipação e do poder. É o fim do "sexo e a cidade" e a chegada do pragmático e à prova de tudo.
Até depois da Paris Fashion Week!

(Mia de Seixas)

{module Always On}
{module Pub}