21 885 47 30 | geral@forum.pt

Com quase 90 anos, Carry Ulreich decidiu publicar o diário que manteve quando esteve escondida dos nazis. "De Noite  Sonho com a Paz" é conhecido como "O Diário de Anne Frank" com um final feliz.

Após a Segunda Guerra Mundial, foram vários os diários que se descobriram. O mais famoso foi sem dúvida o de Anne Frank, que ainda hoje fascina os leitores. À semelhança de Anne, Carry Ulreich era também uma jovem adolescente holandesa, judia, que teve de se esconder durante a ocupação nazi. A sua história teve, contudo, um final diferente. Carry e a sua famíla – mãe, pai e irmã mais velha – sobreviveram ao horror da guerra e só recentemente Carry decidiu avançar com a publicação deste De noite sonho com a paz, que chega às livrarias portuguesas a 11 de abril .

De Noite Sonho com a Paz" é, por um lado, um documento histórico sobre a cidade de Roterdão – onde a família vivia – , a sua ocupação e destruição, mas também um registo dos costumes judaicos, um diário da clandestinidade e, claro, o diário típico de uma adolescente que, entre os 14 e os 18 anos, divaga sobre as suas paixões, ambições e incertezas.

Neste diário, que vai de 1941 a 1945, Carry narra episódios da progressiva perseguição aos judeus, da vida escondida no seio da família católica Zijlmans e, por fim, da desejada libertação. Um livro realista e comovente que inclui fotografias da época, bem como um prefácio e enquadramento histórico de Bart Wallet: «O que significava crescer como uma judia adolescente durante este período? O diário de Carry Ulreich mostra-o de uma maneira despretensiosa e impressionante. Através do seu relato minucioso e de um olhar agudo para avaliar emoções pessoais, o leitor participa numa luta diária pela sobrevivência.»

Pub Guia Prático Estudante 2019
Pub Huawey PSmart+
Pub FCH_2019
Últimas - Livros
Livros
17 Julho 2019

No ano em que se assinalam os 500 anos da morte de Leonardo, Walter Isaacson narra com rigor e detalhe histórico as fascinantes vida e mente deste símbolo da Renascença.

Livros
16 Julho 2019

Um jovem escritor, José, é incumbido de escrever a vida do consagrado escritor, José. Este é o ponto de partida do livro que marca o regresso de José Luís Peixoto ao romance, quatro anos depois de Em Teu Ventre.

Livros
16 Julho 2019

Entre o nascimento e a morte no exílio, Amélia de Orleães viveu 86 anos repletos de momentos felizes, mas também de desilusões e traições, como se narra na nova obra de Margarida Durães.