21 885 47 30 | geral@forum.pt

Se tens um fraquinho pelas rodas, podes sempre considerar uma carreira profissional numa área que deverá reinventar-se num futuro próximo. 

Engenheiro/a
A área de engenharia automóvel agrega conhecimentos oriundos dos vários campos ligados ao mundo dos veículos motorizados. Como tal, não falamos apenas de uma profissão, mas de várias que se movimentam entre competências das áreas de Mecânica, Desenho Técnico ou Eletrónica. Tudo isto, sem esquecer a Matemática, a Física e a Química. Devido a esta diversidade, é natural que te possas especializar em um dos ramos ou até passar por diferentes áreas ao longo de uma carreira profissional. Independentemente da área de especialização, um engenheiro que trabalhe no setor automóvel ocupa-se de pensar a máquina, procurando as soluções mais eficientes: criatividade e pensamento analítico são, por isso, fundamentais.

Designer de Produto
As tão elogiadas (e diferentes) “curvas” dos chassis de carros e motas têm algo em comum: foram desenhadas por alguém. Esse alguém foi, muito provavelmente, um ou uma designer de produto. Estes profissionais não se limitam ao mundo dos carros, desenhando produtos industriais das mais variadas áreas. Contudo, é possível obter a especialização em design de automóveis, numa área em que a matemática e a informática ocupam um papel de destaque. Ainda que o número de profissionais que desenhe carros seja bastante reduzido em Portugal, há muitas empresas que produzem componentes e peças para automóveis de marcas estrangeiras.

Técnico/a de Mecatrónica Automóvel
O título é longo mas a explicação é simples. Estes técnicos são os profissionais que realizam o diagnóstico e a reparação dos veículos. Isto implica analisar os diferentes sistemas que os compõem, nomeadamente mecânicos, elétricos e eletrónicos. O seu trabalho é, por isso, sobretudo realizado na oficina, onde planeiam os trabalhos, gerem a informação e procuram garantir a satisfação dos clientes. Existe ainda uma componente de verificação associada a esta profissão que pode ser, por exemplo, desempenhada em centros de inspeção automóvel. Nestes casos, realiza-se apenas o diagnóstico, identificando as avarias mais comuns dos veículos, nos seus diferentes sistemas.

Instrutor/a de Condução
Para se aprender, alguém tem que ensinar. A profissão de instrutor de condução tem requisitos bastante específicos. É necessário o 12.º ano de escolaridade (ou equivalente), ser titular de carta de condução definitiva há pelo menos dois anos, e ser titular de um CAP (Certificado de Aptidão Pedagógica). Para além destas condições, é ainda necessário frequentar um curso de formação específico e obter aprovação num exame. Depois disso, o instrutor apenas pode dar aulas de condução nas categorias que estão previstas no seu título profissional. Uma vez que esta profissão se centra no ensino e formação, é necessário ter capacidade de empatia, comunicação e resiliência. Da mesma forma, a lei exige a “aptidão médica e psicológica” para o exercício de funções.

Mediador/a de Seguros
Porque os acidentes acontecem, estes profissionais efetuam a ligação entre os clientes e as companhias seguradoras. Ou seja, estes são os responsáveis por incentivar os potenciais clientes para a necessidade de proteção e segurança através de contratos de seguro. O grupo profissional pode ser dividido em três categorias – agentes, angariadores ou corretores – sendo que a profissão está condicionada a uma certificação. O seu trabalho é realizado em companhias de seguros, empresas de mediação ou instituições bancárias, sendo que são necessárias características como vocação comercial, comunicação, tenacidade ou organização.

Polícia de Trânsito
Em Portugal, a fiscalização do trânsito automóvel está a cargo de diferentes entidades. Para além da Brigada de Trânsito da Guarda Nacional Republicana, também a PSP, as polícias municipais e até o Instituto das Estradas de Portugal atuam neste âmbito. A função destes profissionais, para além da fiscalização, passa também por prestar assistência aos condutores, de forma preventiva e sucessiva, procurando garantir a segurança da via pública para todos os cidadãos. Desta forma, capacidade de comunicação e empatia, bem como de assertividade e rigor são competências fundamentais.

Pub Megafinalistas
Pub Lisboa Games Week
Pub IPPortalegre
Últimas - Profissões
Profissões
11 Setembro 2019

De acordo com o Fórum Económico Mundial, até 2030, muitas das competências que os funcionários trazem para as empresas, hoje, terão mudado e entre 75% e 85% das profissões mais procuradas ainda não existam hoje.

Profissões
05 Setembro 2019

Se tens um gosto especial pela comunicação, há várias carreiras que te permitem pisar o terreno de quem trabalha com palavras e imagens. Conhece 5 profissões para um futuro ligado a esta área.

Profissões
29 Maio 2019

Se não queres ser um atleta de competição mas também não estás interessado em ser somente um adepto do sofá, bem que podes escolher um caminho profissional que passe pela atividade física. Conhece oito possibilidades.