A Fundação EDP está a lançar um programa de Conversas com Energia destinado a promover o conhecimento e o diálogo sobre os desafios da emergência climática, junto de alunos a partir do 5.º ano e também de estudantes universitários. Esta iniciativa pretende ser abrangente, chegando a escolas públicas e privadas e incluindo escolas TEIP (programa destinado a Territórios Educativos de Intervenção Prioritária).

Este programa de conversas inicia-se já dia 28 de abril com Carlos Moedas. Nesta primeira sessão estarão alunos do 11.º ano do Agrupamento de Escolas D. Filipa de Lencastre, de Lisboa. 

Entre os oradores convidados para dar estas “aulas” estão figuras públicas de diferentes áreas de intervenção, como Carlos Moedas (Presidente da Câmara Municipal de Lisboa), Júlia Seixas (Pró-Reitora da Universidade NOVA de Lisboa), Vera Pinto Pereira (Presidente da Fundação EDP), Duarte Cordeiro (Ministro do Ambiente e da Ação Climática), José Eduardo Martins (ex-Secretário de Estado do Ambiente) e Joana Vasconcelos (artista plástica).


As conversas decorrerão até setembro e serão realizadas no contexto da exposição patente no maat, Naturezas Visuais, que resulta de um projeto de investigação crítica em ciência climática, práticas criativas e ecopolítica. A exposição conta com o patrocínio da Novo Verde e da ERP Portugal – Entidade Gestora de Resíduos. 

"Na Fundação EDP, em particular, queremos ser um player relevante na formação e promoção do debate sobre os temas da transição energética, das energias renováveis, da emergência climática e da sustentabilidade, especialmente junto dos públicos mais jovens", salienta a presidente da Fundação EDP, Vera Pinto Pereira.

Este programa expande aquela que é a intervenção do grupo EDP na área da educação, através de projetos como o T(eu) PC, no âmbito do qual a Fundação EDP ofereceu 3.000 computadores a alunos e escolas em 2021 para promover a inclusão digital.

Para mais informações clica aqui.