Foi na passada sexta-feira (10/1), em Braga que se realizou o primeiro duelo desta jornada, entre dois grandes rivais, Sp. Braga e Vitória de Guimarães.

Os bracarenses entraram em campo confiantes e com uma afirmada ambição de vencer, ao contrário da equipa comandada pelo técnico Rui Vitória, que apresentou um jogo tímido do ponto de vista ofensivo. E como os erros táticos se pagam caro, o Vitória de Guimarães acabou por perder por três bolas a zero.

Já no sábado (11/1) registaram-se menos golos do que o esperado. Em dois jogos, dois empates.

Primeiro foi a vez do Marítimo se deslocar até Vila do Conde, onde empatou a uma bola com o Rio Ave.

Logo depois, os leões de Leonardo Jardim, até então líderes do campeonato, deixaram-se empatar a zeros com o Estoril. 5020 foi o número de espetadores presentes na Amoreira para assistir ao duelo entre um Estoril decidido e um Sporting com algumas lacunas.

Entre lances polémicos e muitas bolas paradas que impediram o jogo de fluir, ficam algumas queixas sobre a arbitragem de Artur Soares Dias. À parte disso, este jogo foi concentrou-se no meio campo, com passes longos mas pouco eficazes.

Para terminar esta jornada desportiva, no domingo (12/1) ocorreram cinco jogos.

Pelas 16h o Arouca batia o Belenenses por duas bolas a zero, conquistando assim a sua segunda vitória consecutiva na liga. A equipa do Restelo tentou reagir mas quando chegava o momento do remate, a bola não entrava nas redes defendidas pelo Arouca.

Ao mesmo tempo, mas mais a Sul, o Olhanense vencia por 2-1 o Vitória de Setúbal. Já em Coimbra, não faltaram golos. A Académica fez entrar quatro bolas nas redes defendidas pelo Paços de Ferreira. Embora tenha saído derrotada, a formação Pacense também não ficou a zeros, tendo conseguido marcar dois golos.

Por outro lado, na capital, as bancadas do Estádio da Luz estavam preenchidas por 62 mil espetadores que assistiam ao clássico Benfica vs Porto.

Com “Eusébio” escrito nas camisolas, para homenagear o célebre Pantera Negra, as águias de Jorge Jesus tudo fizeram para conseguir a vitória, frente a um Futebol Clube do Porto apagado e com evidentes lacunas táticas.

Deste modo, o Sport Lisboa e Benfica vencia os dragões por duas bolas a zero, alcançando assim o primeiro lugar do pódio, com dois pontos de avanço sobre o segundo classificado (Sporting).

E foi no Portugal insular que terminou esta jornada, com o Nacional a mostrar ao Gil Vicente como se dança o bailinho da Madeira, ou seja, a equipa da casa venceu (2-0).

Tabela Classificativa:

tabela  15ª jornada

{module Always On}

{module Pub}

Pin It