Numa mensagem lida pelo Reitor da Universidade de Coimbra, Amílcar Falcão, o Presidente da República considerou ser para si um privilégio enquanto cidadão e professor assistir ao "reconhecimento por parte da Academia de uma vocação e vivência de serviço à comunidade" que sempre adotou no seu percurso pessoal e "um privilégio para o Presidente da República, na medida em que se trata de uma ideia com potencial para levar ainda mais longe a nossa democracia participativa, promovendo uma maior ligação entre a Academia e a Comunidade, articulando voluntários, instituições e projetos sociais já implementados."

Marcelo Rebelo de Sousa referiu ainda que "seria difícil imaginar o que poderia ser a realidade social do nosso pais sem o inestimavel contributo do voluntariado. Um contributo que está, mais uma vez, convocado para o enorme desafio coletivo que enfrentamos no tempo presente."

Terminou a sua mensagem dizendo que "continuará a ser voluntário quem não esgote a ação num gesto individual e compreenda que a disponibilização de tempo para os outros e um gesto de humildade, de proximidade, de serviço à comunidade. Continuará a ser voluntário quem sentir que deu um contributo válido numa cadeia mais vasta de valor solidário. É esse contributo que hoje está a ser mobilizado, formado e prestigiado.

A plataforma transforma.uc.pt está desde hoje online para que voluntários e ações se possam inscrever e transformar Portugal