O último ano do curso de Serviço Social do Instituto Superior de Ciências Sociais e Políticas (ISCSP) assenta numa única uma cadeira – “Estágio II” – cuja frequência implicava o pagamento de uma propina de 90 euros. Tal valor representa 1/12 do valor da propina comum, já que, em média, um ano curricular tem 12 disciplinas. Porém, no próximo ano letivo, os alunos finalistas terão de pagar quase mais 500% face a esse valor - que passa a ser de 436 euros - e numa única prestação. Nos primeiros anos do curso tem sido permitido o pagamento faseado. A medida só foi informada aos estudantes no ato da matrícula. 

Para a direção do ISCSP, segundo explicações cedidas à agéncia Lusa, os finalistas de Serviço Social devem pagar o mesmo que um aluno em tempo parcial, uma vez que a cadeira de Estágio II vale 30 créditos. Os alunos em tempo parcial pagam no máximo 435 euros de propina (em sete prestações) quando as cadeiras que pretendem fazer equivalem a um mínimo de 20 e um máximo de 30 unidades curriculares.

Pin It