Os Serviços de Ação Social do Politécnico de Lisboa, aproveitando a oportunidade criada pelo Dec.-Lei nº 30/2019, apostaram nesta requalificação que consideram “um contributo importante para a democratização do acesso ao Ensino Superior, uma vez que é fundamental disponibilizar aos estudantes, que se encontram deslocados da sua área de residência, o acesso a alojamento condigno e a preços acessíveis”, afirma o presidente do Politécnico de Lisboa, Elmano Margato. O valor global das obras e da substituição do mobiliário ultrapassa o meio milhão de euros. 

Para formalização da conclusão da obra foi promovida a 30 de outubro, uma visita à residência, com a presença do Secretário de Estado da Ciência, Tecnologia e Ensino Superior, João Sobrinho Teixeira. Foram também convidados os órgãos da Federação Académica do IPL e de todas as Associações de Estudantes do IPL, bem como a Comissão de Residentes. A reocupação da Residência far-se-á a partir de 1 de novembro pelos estudantes bolseiros, estudantes Erasmus, e estudantes internacionais.

A residência que conta com 24 anos de utilização intensiva necessitava de obras de recuperação e modernização a vários níveis, de que se destaca: impermeabilização total da cobertura; pintura total das fachadas; revisão de todas as canalizações de água e esgotos; remodelação integral das cozinhas e salas de refeições; substituição de todo o mobiliário, entre outros. 

Pin It