O dia nasce algo sombrio, sem o sol a querer dar sinal de vida. Pelo menos na cidade de Lisboa. Nada que encubra o espírito de euforia e entusiasmo que se vive a caminho de Peniche, onde durante esta semana 20 jovens de todo o país vão poder viver aquela que é a mais antiga Academia de Verão da Forum Estudante. Uma hora e 100 km de viagem separam a capital daquele que é o local sobre o qual estes jovens têm vindo a pensar nos últimos tempos.

De quem é a culpa? Em muitos dos casos, dos amigos. “Tenho uma amiga que este ano fez uma outra Academia com a Forum, e fiquei tão curiosa com aquilo que ela mostrava nas redes sociais ao longo dos dias em que as atividades estavam a acontecer que decidi inscrever-me”, conta Beatriz Silva, uma das jovens que integra o grupo de participantes.

Ao longo dos próximos dias, Beatriz será uma das 20 estudantes do ensino secundário e profissional que participa na Semana Tanto Mar, a mais antiga das Academias Forum Estudante, desenvolvida em parceria com a Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar do Politécnico de Leiria, em Peniche. O foco das atividades realizadas será o mar e as suas potencialidades (económicas, recreativas, científicas ou culturais), bem como o conhecimento das profissões e formações superiores ligadas aos oceanos. Como em qualquer Academia Forum, a participação dos estudantes é gratuita, estando asseguradas as despesas de alojamento e alimentação. 

 

O que são as Academias Forum Estudante?

Academias Forum Estudante

Oferecemos-te a possibilidade de participar gratuitamente em semanas de atividades únicas, em conjunto com estudantes de todo o país. Sabe mais aqui.


 

 

Se esta é, sem dúvida, a oportunidade certa para conhecer outros jovens e fazer novas amizades, também pode ser a oportunidade para reencontrar caras antigas. Foi o que aconteceu entre Margarida Silva e Renata Vieira. Conheceram-se numa iniciativa organizada pela Universidade do Minho, e quando perceberam que iam as duas viver esta aventura “nem queriam acreditar”. Lado a lado, partilham com outros colegas a viagem que as irá levar ao ponto de partida desta semana.

De repente, uma hora de viagem quase se transforma numa mão cheia de minutos passados num instante, com o fundo permanente de uma playlist diversificada que promete afinar até as gargantas mais desajeitadas. No momento em que a escolha musical recai sob um ritmo mais saudosista e até melancólico, Renata solta em voz alta: “Acho que amanhã já vou ter saudades deste momento”. E ainda agora começou.

STM2021 1 2

 

As boas-vindas oficiais

Na verdade, é só com a chegada a Peniche, à Escola Superior de Turismo e Tecnologia do Mar, com o mar bem perto, que de facto se dá o pontapé de partida da Semana Tanto Mar. E tudo parece estar alinhado no sentido certo: o espírito, a expetativa face àquilo que há de acontecer nestes cinco dias, e até o tempo, já com um sol totalmente desenvergonhado a fazer deste dia um dia incrivelmente raro por estas bandas.

Chegadas cumpridas e testes à Covid-19 negativos a garantir que esta será uma semana segura, foi tempo das boas-vindas oficiais. Mal chegaram, as palavras do Pró-Presidente do Politécnico de Leiria, José Carlos Gomes, tornam bem claras que a ligação a esta experiência se quer bem duradoura. “Hoje conhecemo-nos pela primeira vez, mas queremos que regressem o mais rapidamente possível a esta casa que é vossa sempre que quiserem”, destacou.

 

STM2021 1 3

 

Para lá da equipa do Politécnico de Leiria, fizeram ainda parte das boas-vindas oficiais o Capitão do Porto de Peniche, Vasco Toledo Cristo (ou não fosse o mar o elemento-chave de toda esta semana) ou o vereador da Câmara Municipal de Peniche, Mark Ministro. A descrição feita pelo vereador que, entre outras, tem as pastas da Juventude e Associativismo foi suficiente para aguçar a curiosidade (e o apetite) sobre um município “rico em História, Património Natural, Cultural, mas também em boa gastronomia”, dos típicos pratos onde o peixe é incontornável até aos doces, dos mais tradicionais aos mais inovadores, como é o caso das rendas doces, que têm na sua composição… microalgas.

Diversidade parece também ser a palavra capaz de melhor descrever todas as atividades que estão preparadas para os próximos dias. “A diversidade deste programa é o espelho do objetivo principal desde sempre da Tanto Mar: dar a conhecer o mar e tudo aquilo que lhe está associado”, lembrou o diretor da Forum Estudante, Gonçalo Gil. Um programa longo e diverso, numa semana que já faz parte da história das instituições que, ano após ano, a põem de pé.

 

STM2021 1 4

 

A propósito, a questão lançada pelo subdiretor da Escola Superior de Tecnologia e Turismo do Mar Sérgio Leandro fez soar os alarmes da memória. “Onde é que estavam e que idade tinham quando se viveu a primeira edição desta iniciativa?”, perguntou. Feitas as contas, são já 11 edições e mais de 500 alunos os estudantes que puderam fazer parte desta história.

O primeiro impacto

Aquilo que se viveu durante a tarde deste primeiro dia também já faz parte da história desta semana, mas está ainda bem vivo na mente dos 20 jovens que conheceram de perto as ruas e ruelas de Peniche. Com um desafio à mistura - cumprir um Peddy-Paper no espaço de uma hora e meia, com partida do Museu da Renda de Bilros e com direito a passagem por alguns dos lugares mais marcantes desta cidade piscatória. Um desafio exigente, que transformou estes jovens em verdadeiros conhecedores da cidade, mas que não esteve isento de enigmas difíceis de resolver… verdadeiramente de levar as mãos à cabeça.

 

STM2021 1 5


Valeu-lhes a audácia, o empenho, e – há que dizê-lo – a simpatia e a ajuda dos Penichenses. Dona Laura, 76 anos, nascida e criada em Peniche, foi uma das ajudas preciosas. Não só presenteou os participantes com a sua simpatia e boa-disposição, como também ficou a saber que é bem provável que durante os próximos dias se cruze com “os meninos das camisolas às cores”.

STM2021 1 6


Sempre habituais são também os finais de dia com direito a um pôr-do-sol incomparável. O deste primeiro dia pode ser vivido na Papôa, uma pequena península que se encontra na extensa linha de costa que vai desembocar no Cabo Carvoeiro. O tempo foi de fotos, mas também de conhecer melhor a história do naufrágio do navio espanhol San Pedro de Alcântara, que está envolta em muitos mitos e factos algo inusitados. Para conhecer esta história como ninguém, nada melhor do que visitar Peniche. As visitas dos nossos participantes continuam amanhã. Com muito tempo de viver e colecionar novas memórias para recordar com saudade. Amanhã e mais tarde.

STM2021 1 8STM2021 1 7