Em 2019, o British Council registou, em Portugal, um aumento na procura do IELTS (International English Language Testing System), um dos exames mais populares internacionalmente e o único com selo de aprovação do governo britânico para processos de imigração. O crescimento, em 2019, foi de 11%. A maioria dos examinandos são portugueses, jovens e têm como objetivo mudar-se para o estrangeiro para estudar.

Segundo revela o British Council, em comunicado, a educação superior é o motivo mais apontado para fazer o exame (62%), seguindo-se outras razões ligadas à educação (10%) e, ainda, ao movimento de imigração (9%). Os examinandos têm já uma sólida aprendizagem da língua, dado que mais de metade confirma ter 9 ou mais anos de ensino do inglês (52%).

 


 

A educação superior é o motivo mais apontado para realizar o exame IELTS,
de acordo com o British Council

 


 

A maioria dos candidatos tem entre 20 e os 30 anos (65%), destacando-se ainda o intervalo entre os 10 e os 20 (23%). A maior parte dos examinandos (84%) são naturais de Portugal mas há outras nacionalidades cuja presença está a crescer, sobretudo chineses e o brasileiros, revela a mesma fonte. Metade dos examinandos tem como destino o Reino Unido (50%) mas há ainda quem tenha Austrália (8%) ou Canadá (5%) nos planos de futuro.

Criado em 1999, o IELTS é um dos principais testes para avaliar o domínio da língua inglesa, sendo aceite por centenas de instituições académicas e organizações empresariais, do Reino Unido ao Canadá, EUA ou Nova Zelândia. Estima-se que o exame seja realizado, anualmente, por cerca de 2
milhões de pessoas por todo o mundo.

 

Pin It