A grande novidade do stand do IPC na Futurália e “diferenciadora” dos restantes expositores desta feira de formação e educação é, avisa-nos o aluno de Mestrado João Cardoso, assenta nos ecrãs touchscreen ali à mão de semear dos visitantes e que, com base na tecnologia do futuro, narram os 40 anos de história daquela instituição de ensino.

Deste modo são apresentadas as 6 escolas que este instituto abarca mas também um pouco da tradição académica daquela que é conhecida como “a cidade dos estudantes” por excelência. Ali se explicam 8 razões para estudar em Coimbra, desde os muitos protocolos de mobilidade à formação de cariz vincadamente prático. Há até um mini-quizz interativo que pode valer “prémios especiais”. Também nestes painéis se ficam a conhecer os projetos de empreendedorismo ou de preocupação ambiental do IPC. E ainda os apoios na área da ação social desta instituição que tem dois polos de residências estudantis.

Coimbra 2

Há ainda a possibilidade de, envergando óculos de realidade virtual, dar um “passeio” pelas artérias da cidade, onde o difícil mesmo é não encontrar alguém vestindo capa a e batina. Cerca de 50% dos formandos são deslocados e por isso não conhecem ao vivo a tradição académica de Coimbra. Tal é revelado num balcão vídeo-hall, outra novidade única nesta 12ª edição da Futurália, com excertos de receções aos caloiros de anos anteriores, aulas, festas e imagens das instalações escolares.

Pin It